Licores

1 | 2 | 3

O termo licor vem do latim liquifacere ("liquefazer"). É uma bebida alcoólica aromatizada com frutas, ervas, nozes, especiarias, raízes, flores, cascas de árvores ou cremes. O licor tem um teor alcoólico que varia entre 15 e 55% e costuma ser bem doce; pode ser acompanhado por gelo, café ou misturado com outras bebidas para a preparação de drinks. É comumente servido em conjunto ou após uma sobremesa.

Advoocat Amaretto Amarguinha
American Cream Afrikoko Almendrado
Anis del Mono Anis Dómuz Anissete
Apricot brandy Ashanti Gold Atholl Rose
Alota coffee Aurum Batia
Bailey's Irish Cream Beirão Benedictine D. O. M.
Ben Shalom Blackberry Brandymel
Bronte Cacau Mit Nuss Carlsberg
Carolans Irish Cream Caraway (Kummel) (Creme de) Cassis
Cayo Verde Cerasella Chautré
Charleston Follies Chartreuse Cherry Brandy
Cherry Suisse Chesky Chococo
Chocalu Citronen-eis Cointreau
Cordial Campari Cocoribe Creme de banana
Creme de cacau Creme de Fraises Creme de Mandarine
Creme de Menthe Creme de Mokka Creme de Noyau
Creme de Noix Creme de baunilha Creole
Cuarenta-y-Tres Curaçau Drambuie
Dopio Cedro Elixir D'Anvers Elixir da China
Ensian Calisay Enzian Liqueur Escarchado / Anis
Filtar Fior D'Alpi Forbidden Fruit
Fraises des Bois Framboise Sauvage (Creme de) Framboise
Frangelico Freesomint Galliano
Gaetano Galweiss Glayva
Glen Mist Goldwasser Grand Marnier

Cayo Verde

É um licor americano produzido a partir de limas (o chamado limão da Índia) e álcool neutro.


Cerasella

Licor italiano, considerado um dos melhores desse país. É feito à base de cerejas. Às cerejas juntam-se também algumas ervas que lhe dão um gosto rico e único.


Chautré

É um licor alemão, de cor castanha-clara e produzido a partir de Brandy e natas. Tem um acentuado sabor a Brandy.


Charleston Follies

É um licor francês à base de frutas diversas: papaia, manga, maracujá, pêssego, abacaxi. É de fraco teor alcoólico, 23º.


Chartreuse

É um licor francês de renome mundial feito à base de ervas (130 tipos delas). Foi no ano de 1605 que um capitão às ordens do rei francês Henrique IV deu a receita deste licor aos monges da ordem de Cartucha, que por sua vez o começaram a produzir, segundo tudo indica, desde o ano de 1607 até 1901.
Nessa altura foram expulsos de França e montaram uma destilaria em Terragona, em Espanha.
Este licor foi inicialmente considerado como um "elixir para assegurar longa vida" e mais tarde apareceu nos seguintes tipos:
Chartreuse Verde: O mais forte dos dois tipos conhecidos: 55,5º GL.
Chartreuse Amarelo: A este tipo é adicionada uma pequena quantidade de mel, que lhe dá um gosto diferente. A graduação alcoólica é de 43º GL.
Chartreuse Elixer Vegetal: Tem cerca de 80º GL. Vende-se em doses individuais e é considerado como um produto farmacêutico, especialmente recomendado para curar constipações comuns.


Cherry Brandy

Existem inúmeras versões deste licor em vários países.
É feito pela maceração de cerejas em álcool neutro ou aguardente. Em alguns casos são-lhe adicionadas plantas para aromatizar.
Na classe dos Cherry Brandies incluímos também outros licores bem conhecidos, tais como: Cherry Marnier, Peter Herring (Cherry Herring), Cherry Karise, Cherry Rocher, Cherry Grants Morella (produzido com cerejas tipo morella), Cherry Bom e a famosa ginga de Alcobaça.
Os Cherry Brandies são produzidos com todos os tipos de cerejas, mas é evidente que o seu sabor está em harmonia com o tipo de cerejas usado.
A graduação alcoólica varia entre 23º e 25º GL.


Cherry Suisse

É um licor suíço também produzido a partir de cerejas e chocolate. É uma produção do grupo Seagram's e apresenta-se numa garrafa de porcelana. A mesma empresa produz outro licor, chocolate-Suisse, que tem pequenos pedaços de chocolate flutuando.


Chesky

Licor francês da família dos Cherry-Liqueurs, tendo como aguardente base o whisky.


Chococo

Licor à base de chocolate e coco.


Chocalu

Licor mexicano feito à base de cacau. Tem uma particularidade interessante: se no rótulo desta garrafa figurar a palavra "chouao", significa que os grãos de cacau são de origem venezuelana e não mexicana.


Citronen-eis

É um licor de origem alemã, produzido a partir de sumo de polpa e casca de limão. A palavra Eis (gelo em alemão) significa que o licor deve ser servido com gelo.


Cointreau

É um licor francês dos mais famosos do mundo, cujo aparecimento se deu no século XIX pela mão dos irmãos Cointreau.
Até hoje é a família Cointreau quem domina a firma com o mesmo nome, com sede em Anvers, França.
A sua produção faz-se a partir de cascas de laranjas amargas das "West Indies" e de cascas de laranjas doces espanholas.
Para melhor apuramento de qualidade, o Cointreau é destilado duas vezes.
A sua graduação alcoólica é de 40º GL.


Cordial Campari

É um licor italiano obtido a partir da destilação de framboesas e que se apresenta incolor.


Cocoribe

Licor obtido a partir de coco e rum da Jamaica.


Creme de banana

É um licor muito conhecido por todo o mundo. Os franceses foram talvez os primeiros a produzi-lo, a partir de bananas do Caribe. É produzido através da maceração das bananas e pura aguardente neutra.


Creme de cacau

Este licor é fabricado pela maioria das firmas produtoras de licores. Apresenta normalmente uma cor castanho-escuro (ou incolor, quando é utilizada a baunilha). Como o nome indica, é produzido a partir de cacau. A sua graduação alcoólica varia de 27º a 30º GL.


Creme de Fraises

Licor francês produzido à base de morangos.
A graduação alcoólica é de 30º GL.


Creme de Mandarine

É um licor feito à base de tangerinas. É comum na Holanda, França e Dinamarca.


Creme de Menthe (Pipperminth)

É um licor de origem francesa. Obtém-se a partir de álcool de cereais e de hortelã. Normalmente apresenta-se nas cores verde ou branco. A sua graduação alcoólica é de 30º GL.


Creme de Mokka

É um licor francês produzido à base de café (tipo Mocca) e ervas selecionadas. Apresenta-se com cor castanha-escura.


Creme de Noyau

Este licor é produzido por várias firmas produtoras de licores. No entanto, o mais conhecido é o francês. É feito a partir de caroços de pêssego e damasco. Apresenta-se, variavelmente, com cor rosada. A sua graduação alcoólica é de 31,5º GL.

Creme de Noix

Licor francês produzido a partir de nozes verdes do sudeste francês. Em alguns casos, este licor é misturado com outro, obtido a partir de ameixas secas.

Creme de baunilha

É um licor francês bastante aromático e suave, feito a partir de baunilha.

Creole

Licor de coco e rum produzido pela  Bols; 24º GL de graduação alcoólica.

Cuarenta-y-Tres

Licor espanhol produzido na zona de Cartagena há centenas de anos.
A sua cor é amarelo-dourado.
Deve o seu nome à quantidade de ervas que entram na sua composição: precisamente quarenta e três.
A sua graduação alcoólica é de 31,5º GL.

Curaçau

É um licor de origem holandesa. É amplamente conhecido e muito usado, especialmente na confecção de cocktails.
É produzido a partir de cascas de laranja azedas, das ilhas Curaçau.
Curaçau é o termo que se aplica a quase todos os licores feitos à base de infusão de cascas de laranja.
Quando há uma terceira destilação chama-se tríple-sec. No entanto, alguns fabricantes deste licor já não insistem na designação tríple-sec no rótulo, porque em alguns países o tríple-sec aparece numa versão muito doce, o que contraria em absoluto um Curaçau.
O licor Curaçau pode apresentar-se como incolor, verde, vermelho, azul e castanho-claro.

Drambuie

É um licor escocês feito à base de Blended Whisky, açúcar e mel aquecido e aromatizado com ervas.
Produz-se na ilha de Skye, desde 1745, embora a sua comercialização, em termos industriais, tenha começado apenas a partir de 1906.
Apresenta-se em cor dourada e a sua graduação alcoólica é de 40º GL.

Veja mais:

Páginas
1 | 2 | 3

 

transp
© 2009 - Culinária Mundial. Todos os direitos reservados.
Envie sua receita! | Anuncie no Culinária Mundial | Utilização do Conteúdo | Este site é melhor visualizado com o Firefox